Luzes 55ªED. Palavra do Grão Mestrado

Leia agora a Palavra do Grão Mestrado na edição 55ª da Revista Luzes.

Publicada por Gosp

Publicada em 20/09/2021

Das grandes lições que um Maçom pode aprender dos nossos ensinamentos, uma é especialmente importante: ser maior não é sinônimo de ser grande, assim como ser pequeno não quer dizer ser menor – adjetivos e advérbios nem sempre conseguem dimensionar, definir, qualificar e avaliar dois opostos: a grandiosidade e a pequenez. Chamo atenção para esta comparação visando entendermos o especial momento, atual, do Grande Oriente de São Paulo. 

Nossa obra está caminhando a passos largos e, não, não me refiro à construção da nova sede e sim da solidificação do nosso soberano GOSP! Falo dos valores de fraternidade e altruísmo que norteiam nossas equipes de trabalho e nossas Lojas – isso sim é a verdadeira construção que deve nortear a razão esclarecida e a emoção sincera de nosso povo maçônico! Nossa nova sede será uma edificação imponente, bela, funcional – mas será também um símbolo de aspirações concretizadas e da certeza que juntos, somos mais fortes. 

A construção da nova sede é, assim, um reflexo da construção de uma potência que, não mais sendo uma delegacia estadual submetida a quem não entende, conhece ou valoriza a dinâmica da maçonaria paulista, busca eficiência e eficácia nos procedimentos para, sempre, priorizar uma maçonaria forte, porém fraterna.  A psicologia do início do século XX, através de experimentos da física, afirmou que “o todo é maior que a soma das partes” e esta conclusão une forma e percepção – exatamente como já afirmavam os rituais maçônicos. Entendamos que o GOSP é maior que todos nós e, por isso, quanto mais evoluirmos como Maçons, mais forte será nosso Grande Oriente de São Paulo.  Uma potência maçônica só faz sentido em existir, assim, quando seus Obreiros evoluem e fortalecem suas Lojas – esta é nossa missão: evoluir individualmente no mesmo movimento em que fortalecemos a evolução coletiva. 

No apagar de agosto, após a especial celebração do Dia do Maçom, pedimos atenção para o próximo mês. Além de comemorarmos a Independência do Brasil, o que nos remete não só ao passado relevante da maçonaria no panorama nacional, como ao especial momento do GOSP, teremos o “setembro amarelo”, com o Dia mundial de prevenção ao suicídio. A saúde mental – ainda mais em tempos de pandemia sanitária como ainda enfrentamos – é um ponto que os Maçons devemos sempre observar e apoiar pois atinge as pessoas de qualquer idade e condição socioeconômica. Como construtores sociais devemos sempre nos engajar nas diversas possibilidades de auxiliarmos a quem precisa, logo, sugerimos que nossas Lojas, Fraternidades Femininas e Núcleos das entidades paramaçônicas acessem o endereço https://www.setembroamarelo.com/ e busquem informações. Trabalhemos juntos por nossos ideais e desenvolvamos nossos valores através de reflexão e da consequente ação.