AÇÃO PARAMAÇÕNICA JUVENIL- APJ

A+ = A-

Ação Paramaçônica Juvenil – APJ é uma Instituição Paramaçônica para jovens, de âmbito nacional no Brasil, criada pelo Grande Oriente do Brasil, órgão agremiador da maçonaria brasileira.

 

A APJ como é conhecida pelos jovens e adultos envolvidos em suas atividades é uma proposta da maçonaria brasileira para criar uma reserva moral para o Brasil, sendo Alex Resende Braga (maçom regular da loja Águia do Planalto, Brasília) um de seus maior representante. Dentre os princípios norteadores da APJ encontram-se o estudo das personalidades históricas brasileiras, o conhecimento sócio-político do país, noções de cidadania, patriotismo, fidelidade, ética, além do desenvolvimento de talentos adicionais ao esporte, artes, literatura e liderança.

 

O projeto inicial da APJ se deu em 15 de abril de 1983, quando a Assembléia Federal Legislativa da maçonaria brasileira aprovou a criação da lei n.º 02/83 que previa a criação e manutenção da APJ/GOB. As várias extensões da APJ são chamadas de núcleos, que são sempre presididos pelo Ductor (apejotista eleito pelo núcleo), e monitorados pelo preceptor (um maçom regular).

 

 

Para participar da APJ é necessário ter entre 07 e 21 anos e ser indicado por um membro já atuante ou um preceptor. O trabalho na APJ é gratuito e é tutelado pela Maçonaria. Cada Grão-Mestre Estadual é responsável direto pelo desenvolvimento da APJ em seu Estado.

 

O patrono e símbolo cívico geral da APJ é Olavo Bilac.

 

Conheça mais a APJ:

 

http://pt.scribd.com/doc/91861035/Regulamento-Geral-da-APJ-GOB-2010